sexta-feira, 18 de agosto de 2017

F É R I A S

Até ao dia 6 de Setembro meu tempo vai

ser totalmente dedicado a alguns membros

da m/família que vivem na Irlanda.  Vêm

passar cá uns dias. Entre eles vem o Daniel

de 4 meses que vem ao país dos seus pais e família.

Portanto a v/compreensão, e também dá para

descansarem de mim.

Tudo de bom para vós.

Irene Alves

Os aeroportos mais perigosos do mundo

segunda-feira, 14 de agosto de 2017

Agosto 2007

Foi o mês que criei este blogue e o título do mesmo tem a ver com a minha

sobrinha Phillippa que então tinha 7 anos.

Vive na Irlanda de onde é natural. Estou a poucos dias de a ter em m/casa

onde vem passar uns dias.

Ela gosta imenso de animais, daí também ter criado outro blogue só para

todo o tipo de animais e aves.

Gosta de desenhar, gosta de fazer trabalhos em computador de alteração

das fotos.Vou aqui inserir uma foto dela.

Irene Alves
 
 
 

segunda-feira, 7 de agosto de 2017

DOENÇA

Ninguém escolhe estar doente. A doença é que nos escolhe e isso
pode acontecer em qualquer momento.

A mulher de Passos Coelho Laura Ferreira, foi atingida pelo cancro
e numa primeira fase parecia ter superado, mas não, ele voltou a
não lhe dar descanso. Desejo muito que a medicina a consiga salvar.

No início da sua doença era Passos Coelho Primeiro-Ministro,
estava Portugal intervencionado pela Troika e ele tinha que
ir constatemente ao estrangeiro para tratar de diversos assuntos
do país,e obviamente aqui em Portugal gerir um país em tão
más condições. Sempre admirei a pontualidade nos seus compromissos.

Já não sendo Primeiro-Ministro e com a nova agudização do estado de
saúde de sua mulher, como as fotos que vou inserir demonstram, ele
não a esconde, e voltou a ir passar os 15 dias habituais à praia da
Manta Rota no Algarve com ela e a filha.

Muitos homens talvez não o fizessem.

Não sou politicamente do PSD, mas admiro o homem, o marido, o pai,
Passos Coelho.

Que Laura Ferreira consiga ultrapassar, que a medicina a consiga curar.

Irene Alves

 


Estas imagens tinham sido publicadas pelo Correio da Manhã e a sua revista.
Posteriormente Passos Coelho veio a dizer que não era a sua mulher,
mas também não disse quem era. É muito estranho, mas se não for, ficam
as minhas desculpas